Zagueirão do Santos cobra mais garra e vontade

A má fase do Santos na atual temporada se prolongou após a derrota por um a zero no clássico contra o Palmeiras neste domingo, mesmo jogando boa parte do confronto com um jogador a mais em campo. Um dos principais nomes do Peixe nesta temporada, o zagueiro Maicon engrandeceu a partida da equipe contra o líder do Campeonato Brasileiro.

“A equipe foi determinada, buscando os três pontos, tivemos chances de matar o jogo e não matamos. E contra uma equipe como o Palmeiras, sem matar a jogada, você corre riscos. E foi o que aconteceu nesta noite”, afirmou o zagueiro.

Maicon também fez questão de cobrar mais garra e vontade da equipe: “A gente tem cobrado, principalmente pelos últimos resultados, um pouco mais de garra e vontade. A equipe foi determinada, buscando os três pontos, tivemos chances de matar o jogo e não matamos. Contra uma equipe como o Palmeiras, sem matar o jogo, você corre riscos. E foi o que aconteceu nesta noite” finalizou.

A derrota no clássico foi a terceira seguida do Peixe no Campeonato Brasileiro. No momento, a equipe se encontra na 11ª colocação da tabela, com 34 pontos. A próxima partida do alvinegro praiano será contra o Athletico Paranaense, na Vila Belmiro.

Santos segue ativo na busca por um técnico

Apesar de ter afirmado não ter pressa para decidir o novo comandante da equipe, a diretoria do Santos não descarta um negócio envolvendo um treinador que faça sentido financeiramente e se encaixe na filosofia do clube.

De acordo com o jornal português A Bola, o alvinegro praiano estaria interessado na contratação do veterano Miguel Cardoso. Aos 50 anos, Cardoso possui passagens por clubes como Rio Ave, Celta de Vigo, AEK e Nantes. Além disso, o português também teve passagens como auxiliar em equipes como Sporting, Braga e Deportivo La Coruña.

Ainda segundo o jornal português, Miguel já teria sido chamado para realizar uma entrevista com os dirigentes do Peixe nesta semana. As partes conversaram sobre os termos de trabalho.