Vila Belmiro: como foi a construção do estádio do Santos?

A Vila Belmiro é um dos maiores monumentos da história do futebol brasileiro e mundial. A casa do Santos Futebol Clube já foi palco de diversas conquistas, momentos inesquecíveis e grandes jogadores, e é considerada por muitos como um dos principais patrimônios históricos do esporte. No entanto, como foi a construção do estádio santista?

Logo após sua fundação, em 1912, o Santos realizava seus treinos em um campo no Bairro do Macuco. No entanto, o local não possuia as dimensões oficiais mínimas para a disputa de partidas, e por isso, o Peixe mandou seus jogos em competições oficiais em um terreno onde hoje está a Igreja do Macuco, na Avenida Ana Costa.

Porém, este mesmo campo era utilizado por diversos outros clubes da cidade. Desta forma, os dirigentes passaram a procurar outros lugares para o Peixe construir seu estádio próprio. Para tratar do assunto da construção, foi criada uma comissão formada pelos diretores Luiz Suplicy Filho, Harold Cross, Sebastião Arantes e Francisco Viriato Correa.

Urbano Caldeira, que era secretário do clube e mais tarde seria homenageado no nome do próprio estádio, foi o primeiro a apresentar um terreno para diretoria. Outros dirigentes apresentaram locais diferentes, mas nenhum foi aprovado. Até que meses depois da criação da comissão, Urbano apresentou o terreno no bairro Vila Belmiro.

Devido ao preço razoável e sua localização próxima a duas linhas de bonde, foi aprovado a última proposta de Urbano Caldeira. O terreno possuia dimensões de cento e sessenta metros de comprimento por cento e quinze de largura, era localizado próximo ao Canal 2, pelo preço de dois mil réis o metro quadrado.

Se a escolha do terreno foi um processo longo, a construção da Vila durou apenas quatro meses. Batizada inicialmente com o nome do bairro onde foi construída, a Vila Belmiro foi inaugurada no dia 12 de outubro de 1916. A primeira partida realizada em seu gramado foi entre Santos e Ypiranga, válida pelo Campeonato Paulista. O Peixe foi o vencedor do confronto por 2 a 1. O primeiro gol do estádio foi marcado pelo santista Adolpho Millon Júnior, ou apenas Millon.

Assim como a maioria das praças esportivas dos clubes brasileiros, a Vila teve sua iluminação inaugurada no início da década de 30, mais precisamente no dia 21 de março de 1931. Para marcar a ocasião, o Santos enfrentou uma seleção da cidade, o jogo terminou empatado em 1 a 1, com gols de Manoel Cruz para a Seleção Santista e Camarão para o Santos Futebol Clube.

Vila Belmiro foi o nome oficial do estádio até 1933, quando passou a ser “Estádio Urbano Caldeira”. Esta foi uma homenagem justamente a Urbano Vilella Caldeira Filho, considerado o primeiro patrono do Santos Futebol Clube e principal responsável pela escolha do terreno, como citado anteriormente. Ele também foi jogador e treinador da equipe.

Durante a Era Pelé (1956-1974), o estádio santista acabou ficando conhecida como “Alçapão da Vila”. Isso porque os adversários saiam de lá derrotados com frequência pelo alvinegro praiano. O Rei Pelé é o maior artilheiro do estádio santista com 288 gols, seguido por Feitiço com 162 e Pepe com 152.

O maior público oficial que a Vila Belmiro recebeu foi no dia 15 de fevereiro de 1976, quando o Santos enfrentou o Palmeiras sob os olhares de 31.662 torcedores em jogo . O time visitante venceu a partida por 5 a 0, pelo Torneio Governador do Estado.

A primeira grande reforma da Vila aconteceu no ano de 1996, após a diretoria do clube decidir que o gramado do estádio, amplamente criticado por torcedores e pela imprensa, fosse trocado. Um moderno sistema de drenagem e irrigação controlado por computador foi instalado, o que proporcionou perfeitas condições de jogo com qualquer tempo.

A inauguração do novo gramado aconteceu no dia 27 de março de 1997, quando o Santos venceu o Internacional, em jogo válido pela Copa do Brasil. Simultaneamente à reforma do gramado, foi construído o complemento do anel da arquibancada atrás do gol de fundo do estádio, que aumentou a capacidade em cerca de 4 mil lugares.

As últimas reformas aconteceram entre 2015 e 2016, com a realização da padronização nas medidas do campo, mudando de 106m x 70m para 105m x 68m, as mesmas medidas usadas em estádios da Copa do Mundo. Hoje, está sendo debatido a construção de uma nova arena no local da Vila.

No dia 30 de agosto de 2020, o Santos estreou em partida realizada contra o Flamengo, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, o novo telão da Vila Belmiro. As dimensões deste novo telão correspondem a 11,52 metros de largura por 6,72 metros de altura, no formato widescreen, com área de 77,5m² e resolução de 10.000 dot pixel/m². Além da resolução, a qualidade da imagem será reforçada por um brilho de 9.000 nits