Veja jogadores que não deixaram nenhuma saudade no Santos

Apesar de ser casa de inúmeros craques do mundo do futebol, o Santos, assim como qualquer outro clube, possui aquela lista de jogadores que jamais gostaria de ver vestindo a camisa alvinegra novamente. Confira quais foram alguns dos piores atletas (por falta de qualidade ou baixo rendimento) que jogaram no Peixe nos últimos tempos:

Leandro Damião

A contratação mais cara da história do clube é uma das piores já feitas no futebol brasileiro. Em dezembro de 2013, o Peixe pagou 12 milhões de euros pelo atacante ao Internacional. Além de não ter rendido em campo, a contratação desencandeou uma pesada crise financeira do clube, que dura até hoje. Damião atuou no Santos entre 2014 e 2018.

Jogos: 44

Gols: 11

Gerson Magrão

Acredite se quiser, Gerson Magrão já vestiu a 10 de Pelé no Santos. Tratado como um atleta “versátil”, Magrão não jogou bem em nenhuma posição que foi colocado. Atuou no clube 2012.

Jogos: 25

Gols: 0

Rodrigo Mancha

Mancha ficou marcado pela sua atuação catastrófica contra o Grêmio, na Copa do Brasil de 2010. O volante acabou cedendo dois gols para o Tricolor Gaúcho, e por sorte, o Peixe acabou se classificando e conquistando o título. No entanto, a torcida alvinegra tem pesadelos até hoje com o atleta. Rodrigo Mancha atuou pelo Santos entre 2009 e 2011.

Jogos: 39

Gols: 0

Nilson

Nilson chegou no time da Vila Belmiro afirmando ser “bom de cabeça, perna direita e esquerda”. Apesar dos “autoelogios”, o atacante marcou apenas um gol pelo Peixe e ficou marcado por errar um gol sem goleiro de maneira inacreditável contra o Palmeiras, na final da Copa do Brasil de 2015. Ele atuou pelo Santos apenas em 2015.

Jogos: 16

Gols: 1

Saulo

Saulo nunca se firmou debaixo das traves santistas e nunca foi visto com bons olhos pelos torcedores do Peixe. A situação ficou ainda pior quando ele protagonizou a vexatória derrota por 7 a 1 diante do Corinthians. Ele atuou pelo alvinegro praiano entre 2005 e 2006.

Jogos: 24

Werley

Junto de Nilson, Werley era um dos jogadores mais “cornetados” do elenco santista em 2015. O zagueiro cometia inúmeras falhas e nunca conseguiu se firmar na defesa da equipe. Pelo menos, foi graças à suas péssimas atuações que o jovem zagueiro Gustavo Henrique ganhou a titularidade da equipe. Ele atuou no Santos apenas em 2015.

Jogos: 44

Gols: 3

Felipe

Felipe foi o primeiro goleiro do Santos na “Era Neymar”. Além de colecionar falhas debaixo das traves, ele ficou extremamente marcado de maneira negativa após dizer para um torcedor que “o que eu gasto com meu cachorro de ração, é seu salário por mês” em um vídeo com outros atletas do clube. Para o alívio da torcida alvinegra, Rafael Cabral assumiu a titularidade da equipe em 2011. Felipe atuou pelo Santos entre 2006 e 2012.

Jogos: 82