Soteldo quis ser vendido pelo Santos e agora voltou correndo

Yeferson Soteldo voltou a vestir a camisa do Santos Futebol Clube nesta temporada. O venezuelano chegou como um reforço de peso da gestão Rueda, um ano depois de ter deixado a Vila Belmiro rumo ao futebol estadunidense. Na ocasião, Soteldo, ainda no Santos, afirmou que gostaria de ser vendido e teria recebido uma oferta “irrecusável”.

“O clube está passando por uma situação econômica muito crítica. A oferta que veio do Toronto FC é muito boa para o clube, vai ajudar a sanar dívidas e também vai garantir o meu futuro e o da minha família. Tenho três filhos. O mundo e o futebol mudaram por causa da pandemia. Enquanto em muitas partes do mundo, incluindo a Europa, dezenas de clubes estão falindo, veio uma oferta da MLS que não posso recusar”, afirmou o jogador.

“Estou animado para jogar pelo Toronto FC. Eles contam comigo para brigar por tudo e ser um dos jogadores da franquia. O Canadá é um país lindo, e a MLS cresceu de forma impressionante. Tenho certeza de que muito em breve será uma das ligas mais poderosas do mundo. E quero fazer parte dessa história”, completou.

Apesar da movimentação que pode causar uma impressão de “mercenário” do jogador, a venda de Soteldo foi não só aprovada como recomendada pelo Conselho Fiscal do Santos, em uma época que, segundo o clube, era necessário arrecadar dinheiro urgentemente.

No Toronto FC, Soteldo chegou a ser sondado pelo São Paulo, mas as conversas não andaram porque o atleta teria pedido um valor muito alto. Ele deixou a MLS para assinar com o Tigres, do México. Após retornar ao Peixe neste ano, Soteldo afirmou que nenhuma proposta de outros clubes chegou em suas mãos e que ele sempre teve o desejo de voltar à Vila Belmiro.