Santos trocou ídolo Elano por “refugo” do Grêmio

Elano é um dos maiores ídolos santistas do Século XXI. Presente em praticamente todos os títulos do Peixe nas últimas duas décadas, o meio-campista encerrou sua segunda e penúltima passagem pelo clube em 2012, pouco após a conquista da Copa Libertadores. Na época, Elano foi envolvido em uma negociação bizarra e que acabou sendo péssima para o alvinegro praiano.

Em julho de 2012, Santos e Grêmio acertaram uma troca, que levaria Elano para o time gaúcho e o argentino Ezequiel Miralles para Vila Belmiro. A transferência gerou polêmica logoo de cara, já que Elano estava em alto nível no clube santista e Miralles viveu altos e baixos pelo tricolor, marcando apenas três gols em 15 jogos na época.

A troca aconteceu pouco depois de uma goleada de 4 a 2 do Peixe em cima do Grêmio, nas rodadas iniciais do Campeonato Brasileiro. Curiosamente, Elano se tornou uma das referências do clube gaúcho, que fez uma boa campanha e terminou o torneio em terceiro colocado. Já Miralles amargou a reserva do alvinegro praiano, que terminou oitavo na competição.

Miralles encerrou sua passagem pelo Peixe com 33 jogos e 9 gols marcados, em 2013. Elano ficou no Grêmio até 2014, acumulando 69 jogos e 15 gols. O meio-campista ainda retornou ao Santos em 2015, onde permaneceu até o fim de sua carreira.

Relembre a trajetória de Elano no Santos

Elano iniciou sua carreira no Guarani, onde atuou nas equipes de base até 2000. Após uma breve passagem pela base do Inter de Limeira, o jovem meio-campista chamou a atenção do Santos, para onde se transferiu em 2001 e iniciou uma bela história com a camisa do Alvinegro Praiano.

Sob o comando de Emerson Leão, Elano se destacou ao lado de craques como Diego, Robinho, Alberto e Renato e foi um dos principais nomes do time na conquista do título do Campeonato Brasileiro contra o Corinthians, em 2002. O meia inclusive anotou um dos gols naquela decisão.

O meia encerrou sua primeira passagem pelo Peixe em 2004, atuando em 212 jogos e marcando 48 gols. Retornou ao Peixe em 2011, na “Era Neymar”. Junto com os Meninos da Vila, o experiente meia foi Campeão Paulista no mesmo, ano sendo inclusive artilheiro da competição. No mesmo ano, conquistou o título da Libertadores da equipe – na trajetória, o meia anotou três gols. Em 2012, foi bicampeão estadual com o Alvinegro Praiano. Deixou o clube no mesmo ano, em transferência para o Grêmio.

A terceira passagem aconteceu em 2015, onde conquistou mais um Campeonato Paulista. Após um breve empréstimo para o futebol indiano, Elano se despediu dos gramados com a camisa do Peixe em 2016. Em 307 partidas, o meia anotou 68 gols com o Alvinegro Praiano.