Santos surpreende todo mundo e entra em NOVO mercado

Com o passar do tempo, os clubes brasileiros vem se modernizando em diversas esferas, seja desportiva, financeira ou estrutural. Com isso, o Santos também segue esse caminho e lançou, há algumas semanas, uma novidade para os torcedores.

Trata-se do “Consórcio do Peixe”, que foi desenvolvido com foco nos sócios e simpatizantes e oferece créditos de consórcio de veículos que variam de R$ 36 mil a R$ 422 mil para a compra de carros, motos e até mesmo caminhões. 

A iniciativa é fruto de uma parceria entre Santos e Ademicon, e vai atuar de forma 100% digital. A empresa citada é especialista na área e uma das cinco maiores do segmento no Brasil, incluindo os bancos. De acordo com o informado pelas partes, a intenção é tornar a modalidade financeira uma fonte de receita extra recorrente para o Alvinegro Praiano.

“Estamos muito felizes em anunciar essa nova parceria e principalmente um produto dedicado ao torcedor santista. O Consórcio do Peixe é um projeto construído em conjunto com o nosso parceiro oficial Ademicon, empresa referência no segmento de consórcios e investimentos. Enxergamos a possibilidade de uma relação promissora. Esse projeto reforça a nossa estratégia e objetivos para geração de novas fontes de receita ao Clube”, afirmou Caio Lacerda, Head Comercial do Peixe.

Gastos milionários

A janela de transferências foi agitada na Vila Belmiro. Ao todo, o Santos acertou com cinco novos reforços: o lateral esquerdo Dodô, o zagueiro João Basso, os volantes Jean Lucas e Nonato e o atacante Julio Furch.

Com reforços pontuais, a diretoria santista abriu os cofres e gastou 21,2 milhões de reais na janela, de acordo com o jornalista Rodolfo Rodrigues. Rivais do Peixe, Palmeiras, Corinthians e São Paulo gastaram juntos 15 milhões. Ou seja, o Alvinegro Praiano gastou 5,3 milhões a mais que os principais rivais.