Santos se irrita e vai tomar medidas drásticas por Marcos Leonardo

Após uma semana sem treinar com o elenco, Marcos Leonardo é aguardado pelo Santos nesta segunda-feira, 14, no CT Rei Pelé. A informação foi dada pelo próprio coordenador técnico do Peixe, Alexandre Gallo. A expectativa da diretoria é resolver a situação do atacante nos próximos dias.

Caso isso não seja cumprido, o Alvinegro Praiano estuda usar o seu departamento jurídico para avaliar o caso. O jogador vem forçando sua saída do time após receber proposta da Roma, da Itália.

“Está definida a parte do Santos. Eu espero muito contar com ele a partir de segunda-feira nos treinamentos, nos trabalhos, de uma maneira efetiva. Se isso não acontecer, o Santos vai tomar as suas precauções. O Santos tem um departamento jurídico bastante competente”, disse Gallo.

Marcos Leonardo não faz questão de esconder sua insatisfação com a situação e já comunicou que não joga mais pelo Alvinegro Praiano. Apesar do desejo de Marcos de sair, Andres Rueda e companhia seguem tentando convencê-lo a permanecer.

Nesta semana, inclusive, apresentou uma proposta oficial de renovação para o atacante de 20 anos. Caso aceite a oferta, Marcos teria um aumento salarial de 100%, ou seja, o dobro do que ele ganha atualmente, além de outros valores em luvas.

O atacante, no entanto, não se interessou pela valorização salarial e segue irredutível. A oferta da Roma pelo jogador é de 12 milhões de euros (R$ 64 milhões) para adquirir o jogador em definitivo. Além disso, a negociação ainda envolve bônus de 6 milhões de euros (R$ 32 milhões).

Os bônus envolvidos na oferta envolvem número de partidas, convocação para os Jogos Olimpícos de Paris (realizados em 2024) e conquistar algum troféu com a camisa da Roma, seja nacional ou internacional. A tentativa é de comprar 60% dos direitos econômicos de Marcos Leonardo. Atualmente, o Santos possui 70% e, caso aceite a proposta italiana, permaneceria com 10%.