Santos recalcula a rota e bola novo plano no mercado

O Santos está ativa no mercado de transferências e busca incluir jogadores pouco utilizados em negócios para poder contratar novos atletas. A diretoria vem trabalhando para conseguir recursos extras que possibilitem novas contratações. Em má fase, a qualificação do elenco pode ser fundamental para evitar um inédito rebaixamento.

A ideia da diretoria é envolver jogadores pouco utilizados em negociações para reforçar o elenco. Desta forma, o Peixe busca qualificar o time e também reduzir o custo financeiro de uma possível transação. O próximo contratado deve ser o zagueiro João Basso, que pertence ao Arouca, de Portugal.

Os portugueses pedem 2 milhões de euros (cerca de R$ 10,2 milhões na cotação atual) pelo jogador, que está no último ano de contrato e é capitão da equipe. Em contrapartida, o Santos visa fazer uma proposta de 1,5 milhão de euros (R$ 8,1 milhões), além de oferecer um jogador de uma lista de 14 atletas que estão a disposição.

Nesta janela de transferências o Santos já acertou a venda do atacante Ângelo ao Chelsea, da Inglaterra, por 15 milhões de euros. A diretoria ainda espera conseguir um parceiro para comprar o atacante Marcos Leonardo, que tinha conversas para jogar no futebol italiano.

Mudanças de Turra geram clima instável no Santos

O técnico Paulo Turra foi contratado para o Santos no dia 21 de junho e em menos de um mês vem implementando mudanças que estão gerando instabilidade no vestiário de jogadores. Com atletas afastados e mais disciplina durante as atividades, atletas não gostam do treinador, mas a saída não é pensada no momento pela diretoria.