Santos passa vergonha e fica em último em ranking geral do Paulistão

O Santos começou a temporada de 2022 sob muitas expectativas. Após dois anos terríveis, a diretoria deu o voto de confiança ao técnico Odair Hellmann, que assumiu a equipe no início do ano.

Após o final da sexta rodada neste final de semana, a primeira fase do Campeonato Paulista chegou a sua metade. Dito isso, o Globo Esporte fez um levantamento de alguns dados ofensivos e defensivos das esquipes que disputam esta edição do estadual, e infelizmente, o Santos figura entre umas das piores estatísticas.

No quesito de finalizações certas e erradas de cada equipe, o São Paulo é o time que mais se destaca de uma forma positiva, e possui uma média de 20 chutes por jogo, sendo 13 errados e sete certos (35,8% de acerto). Em segundo está o atual campeão Brasileiro e Paulista, o Palmeiras. A equipe comandada pelo técnico Abel Ferreira possui em média 16 finalizações por duelo, sendo 10 errados e seis certos, representando 37,5% de acerto. 

De todos os 16 times, o Santos é o pior no quesito. O Peixe é o que menos finaliza no alvo em todo o torneio, com uma média de 2,5 vezes por jogo, e o terceiro que menos finaliza, com 10 chutes por jogo, atrás apenas da Portuguesa e Santo André no quesito (9,33 finalizações). No âmbito percentual, somente 25% das finalizações do Santos são certas. O time vem enfrentando sérios problemas internos e Odair Hellmann vem passando por dificuldades neste Paulistão. 

Tensão no Peixe

O Alvinegro da Vila Belmiro enfrenta uma crise interna com diversas manifestações da torcida contra a atual diretoria comandada por Andres Rueda. Os santistas não estão contentes com o desempenho do time até então, e cobram atitude dos jogadores, transparência da diretoria e novas contratações para reforçar o elenco.

O Santos figura a última colocação do Grupo A, e conta com apenas seis pontos em seis partidas disputadas ( uma vitória, três empates e duas derrotas), atrás de Red Bull Bragantino e Inter de Limeira, ambos com 10 pontos, e do Botafogo-SP, com oito. 

A campanha do Peixe é ainda pior do que as das últimas duas temporadas, as quais o Alvinegro Praiano lutou até a última rodada da fase de grupos para não se rebaixado à Série A2 do Paulista. Além disso, em nenhuma das duas se classificou para o mata-mata do estadual.