Santos não toma decisão e atacante acaba virando dor de cabeça

Diante da busca por resultados melhores ao longo desta temporada, a diretoria do Santos vive a indefinição em relação ao atacante Soteldo. Ele está emprestado junto ao Tigres, do México, até julho deste ano. Entretanto, ele não vem atuando por conta de uma lesão séria no ombro.

Segundo informações do LANCE!, mesmo com enormes dívidas financeiras, o plano é comprá-lo em definitivo, a não ser que a comissão técnica seja contra a permanência do venezuelano. Entretanto, Odair Hellmann quer a manutenção do jogador para dar sequência ao seu trabalho.

O treinador vê com bons olhos o futebol de Soteldo, como um atleta que pode ser o diferencial e resolver a partida, além de ser muito comprometido. Mesmo machucado, ele acompanha o time no vestiário para dar força no vestiário quando há a possibilidade. 

Além disso, a situação no mercado não está nada boa, visto que para adquirir grandes nomes para a posição, o clube teria que desembolsar uma grande quantidade de dinheiro, algo inviável tendo em vista o momento do Peixe. Logo, Soteldo, sendo um jogador de elite no futebol brasileiro, iria agregar e muito a equipe de Odair.

Alto preço a se pagar e lesão de Soteldo

O valor da compra fixado no vínculo de empréstimo do venezuelano é de 4 milhões de dólares (cerca de R$ 21,2 milhões) para garantir  50% dos direitos econômicos. O prazo final para  efetuar o negócio é até julho, mês em que o vínculo se expira.

Soteldo não joga desde o início de fevereiro quando, diante da Ferroviária, no Canindé, sofreu uma grave ruptura no ligamento do tendão do músculo peitoral esquerdo. Teve que passar por um procedimento cirúrgico, e o departamento médico ainda não divulgou uma data exata para o retorno do jogador aos gramados.

Desde que voltou à Baixada Santista, na segunda metade do ano passado, o venezuelano acumula 11 duelos pelo Peixe, não marcando nenhum gol, distribuindo duas assistências, além de ter se lesionado em duas ocasiões.