Santos marcou história no esporte amador em ano épico

O ano de 1968 é considerado o ano mais abençoado do esporte amador na centenária história do Santos Futebol Clube, especialmente na modalidade de voleibol. Naquele ano, o Peixe conquistou praticamente “todos” os troféus possíveis e ainda serviu como base da Seleção Olímpica de Voleibol nas Olimpíadas do México, que também aconteceram em 1968.

Confira a seguir a relação de títulos conquistados pelo Peixe no voleibol em 1968:

Campeão Juvenil, Campeão do Torneio Início de Santos, Campeão dos Jogos de Verão da FPV, Campeão do Torneio Quadrangular de Portugal, Campeão do Interior Paulista, Vencedor do Trofeu Plínio Galberg Júnior, Vencedor do Torneio de 55 anos da A.E. São José, Vencedor do Torneio Interestadual, Campeão Paulista, Campeão Brasileiro e Campeão Sulamericano.

Esta última conquista é considerada a mais inesquecível, pelo tamanho da competição. Enfrentando equipes como a C. D. Universidad Católica (Chile) que foi a vice-campeã do certame, a equipe do C.D. Colon (Paraguai) e a equipe do Lagomar C. Clube (Uruguai), o Peixe se sagrou campeão derrotando o time uruguaio por três sets a zero no ginásio Athié Jorge Coury, que fica na Vila Belmiro.

Os jogadores que participaram e deram ao Santos FC esse título de campeão da América do Sul foram:
Vitor Mário Barcelos Borges (capitão), Carlos Eduardo Albano Feitosa, Décio Viotti Azevedo, Nicolau Sevciuc, Paulo Sevciuc (Paulo Russo), Pedro Barbosa Andrade, Sérgio Telles Pires Pinheiro, João Roberto Oliveira, José Osvaldo Fonseca Marcelino (Negrelli), Arlindo Pedro Júnior, Geraldo Nagazato e Aramir Duarte Lisboa.

E após as conquistas, nas Olimpíadas de 1968, que foram realizadas no México, quatro jogadores do Santos Futebol Clube participaram desse evento: Décio Viotti, Victor, Feitosa e Sérgio Telles.

Fonte: Site oficial do Santos Futebol Clube