Santos já teve outro uniforme oficial antes de usar preto e branco

O Santos Futebol Clube é notório por seu uniforme todo branco, que ficou marcado ao longo da história por ser usado por craques como Pelé, Serginho Chulapa, Giovanni e Neymar. O escudo do clube também traços fortes de preto, o que rendeu o apelido “Alvinegro Praiano”. No entanto, estas nem sempre foram as cores do Peixe. Você sabia que um dia o Santos foi azul e branco?

No dia 14 de abril de 1912, quando o Santos foi fundado, as cores sugeridas foram branco e azul, com um friso dourado entre as duas. O motivo? Estas eram as mesmas cores do Clube Concórdia, local onde acontecia a reunião. Os fundadores queriam agradar o dono do Salão.

No entanto, o padrão tricolor nunca foi utilizado pelo Peixe. O clube encontrou muita dificuldade em encontrar a cor dourada nos tecidos, além de que as cores se deterioravam após a lavagem.

Um ano depois, no dia 31 de março de 1913, o sócio Paulo Peluccio sugeriu as cores alvinegras. “Preto e branco. O preto da nobreza e o branco da paz”, teria afirmado Paulo durante a reunião que aconteceu na Sociedade União dos Empregados.

A estreia do uniforme alvinegro aconteceu no dia 13 de maio de 1913, contra o São Vicente Athletic Club. As camisas tinham listras grossas, verticais, pretas e brancas, com calções brancos e meias pretas. O Peixe venceu por 5 a 0, em data que marcava a comemoração de 25 anos da Lei Áurea.

Em 2012, o Santos lançou um uniforme totalmente azul, mas que não homenageava a decisão tomada na fundação do clube. Segundo a fornecedora, “A tonalidade fez referência à herança colonial e portuária da cidade e às cores da famosa fonte de Itororó, situada no sopé do Monte Serrat, um dos atrativos turísticos da cidade de Santos, interligando ainda mais a história do clube as suas raízes.”