Santos consegue triplicar marca incrível e passa dos 100 milhões

O Santos Futebol Clube terminará o ano de 2022 com uma perspectiva financeira bastante positiva. O clube alvinegro terá uma arrecadação recorde no departamento de marketing, ultrapassando R$100 milhões em receitas. A tendência é que este valor seja necessário para “salvar” o fim de ano do clube, garantindo o 13º salário para jogadores e funcionários, além do investimento no mercado de transferências.

A maior parcela da arrecadação vem da Binance, que é a patrocinadora da parte frontal do uniforme santista. Por se tratar de uma corretora de criptomoedas, o valor recebido pela empresa varia de acordo com o mercado virtual. O Peixe recebe cerca de 1,2 milhões de tokens anualmente, e como a cotação no momento é de 4,6 dólares, o clube arrecada cerca de 5 milhões de dólares (R$ 25,8 milhões).

“O Santos, entre os clubes, é quem mais negocia nessa bolsa virtual. Passa Porto, Barcelona, é o primeiro. A marca do Santos é muito grande e é um case. O mercado oscila. Esse patrimônio funciona assim. Plantamos lá atrás, muita gente não entendeu, e agora dá frutos”, afirmou o presidente Andres Rueda.

“Santos no mundo” foi uma das principais ações de marketing do clube

Neste ano, o Santos lançou um projeto de internacionalização de sua marca: o “Santos do Mundo”, que percorreu o planeta com ações em países em diferentes continentes. A primeira foi no lançamento dos uniformes 1 e 2, em Lisboa, e em seguida em uma ação com Fan Tokens Holders no estádio do Dragão, no Porto, também em Portugal.

Depois, aconteceu um evento em Nova York, onde apresentou um uniforme em homenagem ao amistoso com o New York Cosmos FC, time nova-iorquino que Pelé atuou, em 1980. Ainda houve uma visita em Lagos, na Nigéria, onde aconteceu o famoso jogo onde o “Santos de Pelé parou uma guerra”.