Relembre quando Santos trocou Rodrigo Souto com o São Paulo por jogador importante

Quando se trata de “troca” no mercado de transferências, o Santos provavelmente se destaca pelo infame negócio que levou Elano para o Grêmio a troco do esquecível Ezequiel Miralles. No entanto, é possível afirmar que houve uma troca de jogadores em que o Peixe “levou vantagem”. Em 2010, o alvinegro praiano mandou Rodrigo Souto para o São Paulo e recebeu o volante Arouca.

Inicialmente, Arouca chegou no Peixe por empréstimo. No entanto, o volante rapidamente caiu nas graças da torcida santista. Em 2010, foi campeão paulista com a equipe e teve grande destaque na competição. Posteriormente, Arouca voltaria a ter um grande papel na conquista da Copa do Brasil do mesmo ano.

Por conta do enorme sucesso do atleta em um período curto, o Santos contratou Arouca em definitivo por R$8 milhões. E ainda em 2010, o volante justificou seu valor ao ter ficado em segundo lugar na categoria volante no Prêmio Craque do Brasileirão daquele ano.

Em 2011, Arouca sofreu com lesões, mas mesmo assim foi importante para a temporada do Peixe. Ele teve grandes atuações em partidas decisivas da Copa Libertadores, que o clube conquistou naquele ano. Na final contra o Peñarol, Arouca deu a assistência para o gol de Neymar.

Em uma pesquisa feita pela empresa de consultoria e marketing Sport+Mark ainda em 2011, Arouca apareceu entre os jogadores em atividade mais queridos pelos torcedores santistas, superando ídolos como Elano e Léo.

Ele seguiu no clube até 2015, deixando a Vila Belmiro após um imbróglio judicial envolvendo atraso de salários e direitos de imagens. Ele rescindiu o contrato com o clube e assinou com o Palmeiras. Depois, ainda jogou por Atlético Mineiro e Vitória, até encerrar sua carreira no Figueirense em 2020.