Relembre dois dos maiores goleiros da história do Santos

Gylmar e Cláudio foram dois dos maiores goleiros da história do Santos, e ambos dividem algo em comum: os dois nasceram no dia 22 de agosto. Gylmar, no entanto, é o mais velho, nascendo no ano de 1930. Ele iniciou sua carreira no Jabaquara, e em 1951, após se transferiu para o Corinthians, onde permaneceu até 1961.

Em 1962, assinou com o Peixe, sendo o goleiro titular e mais bem sucedido da “Era Pelé”. Gylmar foi fundamental para o bicampeonato mundial e da Libertadores na década de 60. Além disso, também teve grande destaque na Seleção Brasileira, conquistando as Copas do Mundo de 1958 e 1962.

Foram 330 jogos pelo time alvinegro e as seguintes conquistas: Campeonato Paulista (1962, 1964, 1965, 1967, 1968), Campeonato Brasileiro (1962, 1963, 1964 , 1965 e 1968), Taça Libertadores da América (1962 e 1963), Copa Intercontinental (1962 e 1963), Torneio Rio-São Paulo (1963, 1964 e 1966) e Recopa dos Campeões Mundiais (1968). Seu último jogo pelo Santos aconteceu no ano de 1969.

Já Cláudio nasceu em 1940, e começou no Fluminense, passando por Olaria e Bonsucesso até chegar no Santos, em 1965. Em seu início no Peixe, Cláudio foi o reserva de Gylmar, mas a partir de 1969, assumiu a titularidade da meta alvinegra.

Cláudio jogou 223 vezes pelo Santos, sendo campeão paulista por cinco vezes (Campeonato Paulista (1965, 1967, 1968, 1969 e 1973), conquistando uma da Taça Brasil (1965) e uma do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1968). O arqueiro encerrou sua carreira no Peixe em 1973.