Que fim levou o colombiano Rentería? Lembra dele no Santos?

Você lembra da passagem do colombiano Renteria no Santos? Wason Libardo Rentería Cuesta, nasceu na cidade de Quibdó, no dia 4 de julho de 1985. Atacante, ficou conhecido por comemorar seus gols com a dança do “Ruque Raque”. Sua carreira se iniciou no Boyaca Chicó, da Colômbia, em 2004.

Após grande destaque no mundial de clubes com a Seleção sub-20 da Colômbia, Wason se transferiu para o Internacional de Porto Alegre em 2005, onde acabou tendo grande destaque, principalmente na campanha do título da Libertadores do Colorado naquele ano. Em 2006, foi contratado pelo Porto, de Portugal.

Não teve muito sucesso no futebol europeu, passando por clubes como o Sporting Braga, de Portugal, e o Strasbourg, da França. Antes de chegar no Santos, Renteria também jogou times como Atlético Mineiro, Once Caldas e até mesmo no Caxias, do Rio Grande do Sul.

Rentería chegou na Vila Belmiro em 2011, a pedido do treinador Muricy Ramalho. Ele foi contratado como um reforço para o Brasileirão no ataque, para jogar ao lado de Borges e Neymar. No entanto, não conseguiu ter um bom desempenho, apesar de ter estado no elenco campeão da Libertadores e do Campeonato Paulista de 2012. Foram 22 partidas e apenas dois gols marcados com a camisa do Peixe.

Deixou o clube no ano seguinte, para assinar com o Millionarios, de seu país natal. Lá, reencontrou o bom futebol e voltou a ser um dos destaques do futebol colombiano. No restante de sua carreira, passou por equipes como Racing, La Equidad, Boyacá Chicó, Atlético Tubarão e Guarani, onde pendurou as chuteiras, em 2017.