Quando Pelé encontrou Garrincha na seleção

Garrincha e Pelé são dois dos maiores e melhores jogadores a vestir a camisa da Seleção Brasileira. Com os dois em campo, a Canarinho nunca perdeu uma partida. Foram 120 jogos com ambos atuando juntos e 55 gols marcados. A estreia dos dois gênios juntos pela Amarelinha aconteceu no dia 18 de maio de 1958, em partida contra a Seleção da Bulgária.

O confronto era de cunho preparatório para a Copa do Mundo na Suécia, e foi disputado no Pacaembu. O Brasil, treinado por Vicente Feola, foi a campo com: Gilmar (Corinthians-SP), De Sordi (São Paulo-SP), Mauro (São Paulo-SP), Jadir (Flamengo-RJ) depois Orlando Peçanha (Vasco-RJ) e Nílton Santos (Botafogo-RJ); Roberto Belangero (Corinthians-SP) e Moacir (Flamengo-RJ); Garrincha (Botafogo-RJ), Mazzola (Palmeiras-SP) depois Gino (São Paulo-SP), Pelé (Santos-SP) e Canhoteiro (São Paulo-SP) depois Pepe (Santos-SP).

A Canarinho venceu a partida por 3 a 1, com dois gols de Pelé e um de Pepe. Curiosamente, o último jogo em que o Rei e Mané jogaram juntos também foi contra a Bulgária, no dia 12 de julho de 1966, na estreia da Copa do Mundo da Inglaterra.

Naquele confronto, a Seleção que ainda era treinada por Feola foi a campo com: Gilmar (Santos-SP), Djalma Santos (Palmeiras-SP), Bellini (São Paulo-SP), Altair (Fluminense-RJ) e Paulo Henrique (Flamengo-RJ); Denílson (Fluminense-RJ) e Lima (Santos-SP); Garrincha (Corinthians-SP), Alcindo (Grêmio-RS), Pelé (Santos-SP) e Jairzinho (Botafogo-RJ). O Brasil venceu por 2 a 0, justamente com gols de Pelé e Garrincha.

Pelé acabou se lesionando naquela Copa e Garrincha jogou seu último jogo pela Canarinho três dias depois, na derrota por 3 a 1 contra a Hungria.