Presidente não poupa palavras sobre o Santos: “Tenebroso”

O presidente do Santos, Andres Rueda, se posicionou, em entrevista ao Estadão, sobre o momento do time na temporada e avaliou os resultados conquistados até aqui. Na ocasião, ele não poupou críticas e foi duro nas palavras.

“O ano do Santos é tenebroso, é horrível até aqui. Não posso brigar com o que os resultados mostram”, cravou Rueda. “Nem de perto foi o que pensamos, mas as escolhas sempre foram feitas visando o acerto. Existem coisas que fizemos, que o torcedor não sabe, que estruturou o clube para um futuro. Mas 2023 é horrível. Sabemos que temos de correr contra o tempo para tirar o Santos desta situação. De agora até o fim do ano é zerar tudo e buscar recuperar o que podemos”, disse.

Rueda sob pressão

Pressionado pela oposição, o presidente do Santos, Andres Rueda, garantiu que o Peixe não deve nada à Doyen, fundo de investimentos que ajudou o clube na contratação do atacante Leandro Damião. Em entrevista a Tribuna, o mandatário, que comanda o Alvinegro Praiano desde 2021, ainda revelou que fez um acordo com a empresa.  

“A gente fez o acordo e pagou mais de R$ 48 milhões. E uma notícia boa: paguei a última parcela da Doyen na semana passada, de 1,5 milhão de Euros (Aproximadamente R$ 8 milhões na cotação atual). O Santos não deve nada para a Doyen”, disse. 

Rueda sofre pressão por parte de conselheiros de oposição, que pedem o impeachment do mandatário santista. De acordo com o Lance!, a gestão do presidente é vista como “desastrosa” para muitos. Erros em contratações e a forma como Rueda gere o clube são os principais pontos de críticas.