Presidente do Santos expõe situação crítica: “O clube está quebrado”

O Santos é um dos maiores e mais tradicionais clubes do Brasil, mas enfrenta um momento muito aquém dos seus momentos de glória no passado. Em 2021, o Peixe brigou para não ser rebaixado tanto no Campeonato Paulista quanto no Brasileirão, e em 2022, não conseguiu ter bons desempenhos em nenhuma competição. O motivo da má fase são muitos, mas o principal é a crise financeira que o alvinegro enfrenta.

O presidente do clube Andres Rueda foi um dos primeiros a admitir a péssima situação econômica do clube. Em entrevista ao Portal Meu Peixão no ano de 2021, Rueda chegou a dizer que o Santos estava “quebrado” ao ser questionado sobre as finanças do alvinegro praiano.

“O Rueda não chora as pitangas. Vocês que colocam na cabeça que eu estou chorando. Vocês fazem perguntas que eu preciso dar explicações. O clube está quebrado, ninguém quer entender. Não adiantar chorar com ‘eu gostaria de ter tal jogador com R$ 1 milhão de salário’, porque não foi lá e trouxe o Roger Guedes? O nosso clube está quebrado. Vocês não querem entender”, afirmou o cartola.

No entanto, na mesma entrevista, o presidente fez questão de afirmar que as contas do Peixe estavam em dia na época. “Está aberta a porta da minha sala para ver as contas. Vem ver como estamos. Não existe disso de passa mão no telefone. Entrou muito dinheiro para tentar salvar, como vocês acham que nossa folha está em dia? Por que as contas estão sendo pagas?”, disse.

“Entrou muito dinheiro de funding, de receber extras, vai entrar nos próximos 15 dias um dinheiro de tokenização de quase R$ 30 milhões. Você pensa que é fácil conseguir isso na situação que está? Quando eu falo da situação financeira vocês acham que estou reclamando, dando desculpas. Mas não estou fazendo isso, não preciso disso, o que me incomoda é que o pessoal, os sócios, torcida não porque são paixão. Mas os mais esclarecidos do clube não querem entender isso”, completou Rueda.