Os marcantes duelos do Santos contra o Grêmio na Libertadores 2007

Na Copa Libertadores de 2007, Santos e Grêmio protagonizaram um grande duelo válido pela semifinal da competição. Foi a primeira vez que os dois times se enfrentaram no torneio continental, se reencontrando apenas em 2020, quando o Peixe chegou na final. Em 2007, o alvinegro praiano era comandado por Luxemburgo, enquando o treinador do tricolor gaúcho era Mano Menezes.

A primeira partida foi realizada em Porto Alegre, no Olímpico. O Grêmio entrou em campo com certo favoritismo e conseguiu corresponder às expectativas. Aos 32 minutos do confronto, Diego Souza sofreu um pênalti e Tcheco converteu para o tricolor. Pouco depois, Carlos Eduardo marcou o segundo tento dos gaúchos. 2 a 0 para o Grêmio no jogo de ida.

Mas claro, a volta seria na Vila Belmiro, e o Peixe tinha grandes chances de conseguir reverter o resultado. Só que logo no início do jogo, o improvável aconteceu. O jovem Diego Souza, que na época tinha 22 anos e atuava como um meia recuado, abriu o placar para o Grêmio.

3 a 0 no agregado para o time visitante. O Santos não deu o braço a torcer e foi para cima da equipe de Mano Menezes, empatando o jogo com Renatinho ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, o próprio Renatinho marcou o gol da virada santista.

Aos 32 minutos da segunda etapa, Zé Roberto marcou um golaço que deixou o Peixe a um gol da classificação para a final. Apesar do placar ter empatado em 3 a 3, a regra dos gols fora classificava o Grêmio.

O tricolor apelou para a retranca e conseguiu manter o placar até o apito final do árbitro Carlos Manuel Torres Núñez. Apesar dos esforços do alvinegro, o Grêmio se classificou para a final. O time gaúcho acabou sendo derrotado pelo Cruzeiro pelo Boca Juniors.