Odair Hellmann se emociona com homenagem ao Rei Pelé

O técnico Odair Hellmann se mostrou muito emocionado ao falar das homenagens que o Santos fez ao Rei Pelé, neste sábado, diante da vitória por 2 a 1 contra o Mirassol. O maior ídolo da história do clube morreu no último dia 29 de dezembro, em decorrência de um câncer. 

Antes do apito inicial, o Peixe fez uma entrada inesquecível de Lima, Edu, Manoel Maria e Clodoaldo, ídolos supremos da história do clube, a qual eles levavam uma coroa em alusão ao ex-jogador para o campo. Lá, havia um trono do Rei iluminado, em meio a todas as luzes da Vila Belmiro completamente desligadas. 

O técnico santista ficou emocionado com a atitude do clube, além de reverenciar o Rei e pedindo uma bênção aos céus.

“Primeiro eu não posso deixar de falar desse dia histórico, eu vou levar para o resto da minha vida. Tenho certeza de que todos vocês, todos nós, vamos levar. É uma honra estar aqui, confesso que a entrada em campo foi emocionante para todos. E que ele possa lá do céu nos abençoar e abençoando o Santos. Ele (Pelé) fez tanto aqui, e que ele possa nos mandar luz e força para o Santos Futebol Clube e os profissionais que estão aqui”, disse.

Outras homenagens ao Rei

Os jogadores do Santos entraram em campo com numerações diferentes do usual. Todas haviam contas com o resultado final 10, em alusão ao número de Pelé. Além disso, na parte inferior da camisa, haviam frases de agradecimento a Pelé, em diversos idiomas, como japonês, árabe, dinamarquês, yorubá, entre outras.

E em reverência a famosa camisa branca do Peixe, que alcançou fama no mundo a fora entre 1950 e 1960, todos os patrocinadores presentes no uniforme estavam com a cor branca. Ou seja, a Umbro. Pixbet, Binance, Tekbond, Kicaldo, Philco, Corr Plastik, Efootball, Quartzolit, Brasilit, Kodilar concordaram em participar da homenagem e deixando de destacar as suas marcas com uma cor diferente da do uniforme.