O Santos vai demitir Eduardo Bauermann?

O Santos vive grande fase no Brasileirão, com duas vitórias sobre Bahia e Vasco, mas ainda tem indecisão sobre o caso Eduardo Bauermann, investigado na Operação Penalidade Máxima, por suspeita de envolvimento no esquema de manipulação de resultados no Brasileirão de 2022.

Em entrevista coletiva concedida na semana passada, o Presidente Andres Rueda e o técnico Odair Hellmann falaram em “olhar para frente”. A intenção do Peixe é reincidir o contrato do zagueiro para se afastar do caso, mas ainda aguarda decisão do departamento jurídico para bater o martelo. Um receio em tomar atitude precipitada existe internamente.

Eduardo Bauermann é réu (chamado em juízo para responder por ação cível ou por crime.) no caso, mas ainda não foi condenado. De acordo com o MPGO, o defensor teria aceitado ao menos R$ 50 mil para sofrer cartões amarelo e vermelho nos jogos contra Avaí e Botafogo, respectivamente, no ano passado.

“Um caso que acontece, infelizmente, no futebol brasileiro. Não é o caso do Bauermann apenas, é geral. Fizemos o que tínhamos que fazer. Num primeiro momento era só um comentário, então mantivemos ele. Quando a coisa ficou mais feia, não suspendemos, mas preservamos de maneira temporária e vamos ver o que vai acontecer. É muita preocupação para manter o time motivado e não de cabeça baixa”, disse o presidente Andres Rueda.

Relembre o título continental conquistado pelo Santos na batalha de Rosário

O Santos ganhou o direito de disputar a VII Copa Conmebol depois de vencer o torneio Rio-São Paulo de 1997, torneio criado no ano de 1992. E após passar por diversas dificuldades, principalmente na grande final, no dia 21 de outubro de 1998, o Santos FC conquistou a Copa Conmebol, o seu 7º título internacional, ao empatar com a equipe do Rosário Central em 0 a 0.

A competição era disputada no formato eliminatório, e para chegar até a decisão, o Santos enfrentou as equipes do Once Caldas, da Colômbia, nas oitavas de finais, LDU, do Equador, nas quartas de finais, e o Sampaio Correia, nas semifinais.