Nova revelação do Santos chorava na base

O Santos venceu o Vasco no último domingo (14), por 1 a 0, em São Januário, pela sexta rodada do Brasileirão, com gol do garoto Deivid Washington. Atuando como centroavante, a joia santista balançou gols nas duas últimas partidas, a posição não era bem vista e gerou choros.

Indicado ao clube por Marcos Assunção, Deivid chegou ao Santos no Sub-11. Fez oito jogos e não marcou gol no Campeonato Paulista da categoria em 2016. Atuava com a camisa 11, aberto pelo lado esquerdo. No Sub-13, foi comandado pelo técnico Sergio Amaral, que lembra da “insatisfação” do garoto na mudança de função e de um conselho que deu para o jogador.

O antigo treinador de Deivid deu conselhos ao garoto e foi fundamental na adaptação para jogar no centro do ataque. “Sabia do seu potencial e me lembro de uma frase que disse a ele, que ele não podia querer ser especialista em uma posição só com apenas 13 anos, que ele precisava aprender a jogar pela direita e de centroavante. E falei que não adiantava ficar com cara de choro. Vai ter de aprender a jogar em todas porque, quando chegar no profissional e o treinador pedir para você jogar de 9, você não pode falar para ele que só sabe jogar na esquerda. Ele só queria jogar pela esquerda no Sub-13. Eu colocava ele em outras posições e ele ficava bicudo, às vezes chorava. Mas faz parte, era apenas uma criança”, lembra Sergio Amaral.

Depois da pandemia de Covid-19, Deivid subiu para o sub-17 do Santos e teve destaque comandado por Gabriel Bussinger. “Ele chegou como atacante de beirada, como ponta-esquerda e jogando com a perna direta para dentro, que é onde ele mais se sentia confortável.  Deivid chegou para mim, fui conversar com o atleta e, para minha surpresa positiva, vi um garoto muito humilde. Muitas vezes os garotos descem do Sub-20 para o Sub-17 sem estar com a cabeça boa. Foi um garoto que quando desceu estava com a cabeça boa, coração aberto e aquilo que nós da comissão falávamos ele ouvia as instruções e direcionamentos. A primeira impressão foi muito positiva, querendo aprender e se desenvolver e muito humilde, sabendo se portar”, lembrou Gabriel Bussinger.

O Santos volta a campo na próxima quarta-feira (17), pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro, às 19 horas.

Funcionário do Santos faz revelação bombástica sobre acusação de racismo

O técnico do Flamengo, Jorge Sampaoli, que teve passagem de sucesso no Peixe em 2019, acionou a justiça contra o apresentador Neto, em denúncia de racismo do argentino durante a passagem pelo Santos, em 2019. A vítima citada por ele seria Sebastião Martins Oliveira Júnior, mais conhecido como Arzul, preparador de goleiros do clube paulista, que negou o ocorrido. As informações são do portal ge.

Em contato com o ge, Arzul comentou ter sido pego de surpresa com o assunto e negou qualquer episódio racista de Sampaoli. O preparador de goleiros do Santos acredita que a situação não passa de uma informação mal compreendida por Neto. Arzul revela que já conversou com o apresentador para esclarecer o caso.