Melhor notícia da semana para o Santos: Reforma da Vila Belmiro está saindo

Santos recebeu boa notícia do prefeito de Santos sobre a reforma da Vila Belmiro e obras podem se iniciar a qualquer momento.

Rodrigo de Freitas, prefeito de Santos, deu boas notícias para a torcida santista, em conversa na Rádio IS FM, o prefeito afirmou que a WTorre deu entrada na prefeitura com a documentação da nova arena.

De acordo com o portal De Olho no Peixe, a prefeitura está aguardando a aprovação da Lei Geral da Vila Belmiro para desburocratizar e agilizar todos os procedimentos para a construção da nova Arena. O prefeito disse que a construtora terá que cumprir melhorias à Santos, pela utilização de espaço público na reforma do estádio. Agora cabe ao Santos e a WTorre acertar o início das obras.

Nova Vila Belmiro

Em dezembro de 2022 os sócios do clube aprovaram projeto, que visa derrubar a atual Vila Belmiro e construir uma nova arena multiuso no mesmo espaço. Para ser aprovada a votação precisaria da maioria simples, 50% mais um, mas foi aprovado com 97,5% dos votos, com 4.672 votos a favor e 117 contra.

O projeto da nova Vila Belmiro veio mudando com o tempo, de acordo com o presidente Andrés Rueda, a readequação do projeto foi necessária devido ao aumento dos materiais para a obra e da taxa de juros.

O projeto final ficou previsto em:

Capacidade: 30.108 pessoas- dividida em quatro setores: Arquibancada, Deck Premium, Camarote e Arquibancada Superior.

Área total: 71.690,46 m² – com 27 lojas internas, 36 lojas externas e estacionamento para 576 veículos.

A construção da arena contará com revestimento em fibra de carbono, simulando as escamas de um peixe, por fora do estádio.

No acordo com a WTorre, empreiteira que será responsável pela construção do estádio, o clube não gastará nada dos seus cofres com a construção do projeto. A WTorre será responsável por atrair investimentos, e alinhada com o clube venderá cadeiras, camarotes e demais espaços comerciais da arena.

Além das vendas e investimento, o restante do dinheiro será custeado pela empreiteira, que no acordo após a construção da arena ficará com a gestão do estádio por 30 anos. Agora apenas burocracias e detalhes finais do projeto ainda impedem a construção do estádio e o início das vendas de cadeiras.