Meia-atacante do Santos tem vida de estrela na Bolívia

Nesta terça-feira (4), o Santos estreia na Copa Sul-Americana diante do Blooming, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. O Peixe é o cabeça de chave do Grupo E na competição, e também tem como adversários o Newell’s Old Boys (Argentina) e o Audax Italiano (Chile).

Quem está curtindo a estadia na Bolívia é o meio-campista Miguelito, que está sendo tratado como ídolo em seu país-natal. Ainda com 18 anos de idade, o jogador ainda não atuou em uma partida oficial pelo Peixe, apesar de ser constantemente convocado para a seleção da Bolívia. O atleta fez boas partidas vestindo a camisa do sub-20 do clube.

A mídia local está encantada com o jovem, e o destacou nos principais jornais do país. Por exemplo, o “El Deber”, principal veículo do país, destacou que Miguelito está “em casa”. O portal “Eju” elogiou o atleta, e disse que o mesmo pode ser uma alternativa interessante para o esquema do técnico Odair Hellmann.

O portal esportivo “Late”, destacou o fato de que pode ser a primeira vez do meia jogar em seu país. O também tradicional “La Razón” também mencionou que Miguelito vem sendo convocado para a seleção boliviana, mesmo com pouca idade.

Sensação de jogar em casa pelo Santos

O jogador relembrou as suas origens, e contou um pouco mais sobre como foi parar no Santos, e agradeceu pelo momento vivido nos dias de hoje.

“Fico muito feliz de poder lembrar onde comecei e onde estou agora. Comecei aqui, e quando eu tinha 12 anos, fizemos uma excursão no Brasil, onde jogamos vários amistosos. no jogo contra o Santos eu pude desempenhar bem e fui chamado para fazer duas semanas de testes. Graças a Deus deu tudo certo e agora estou realizando meu sonho, jogando em um time com reconhecimento mundial. Fico muito feliz por tudo o que vem acontecendo na minha vida”, disse o boliviano.

O jovem finalizou agradecendo por todo o carinhoso povo de seu país natal, além de prometer dar tudo pela camisa do Alvinegro.

“Não tinha na minha cabeça que minha estreia internacional como profissional poderia ser na Bolívia. Eu estou muito feliz de poder jogar no meu país, e espero ajudar o Santos a obter os três pontos. Fui recebido muito bem nesses dias. O povo boliviano sempre me acolheu bem e todo dia vem demonstrando muito carinho. Estou ansioso de poder estrear com o manto sagrado e muito feliz pela oportunidade de poder desempenhar meu jogo, concluiu Miguelito.