Marcelo Fernandes rasga o verbo sobre polêmica na Vila: ‘Não era para ser feita’

O Santos venceu o Vasco em clássico nacional quente, marcado por provocações e confusão em campo. Em entrevista coletiva, Marcelo Fernandes falou sobre a polêmica que teve origem com Soteldo.

O clima para a partida prometia ser diferente, as duas equipes gigantes do futebol brasileiro vivem momentos de tensões parecidos na temporada e brigam contra um rebaixamento para a segunda divisão. 

O clima de decisão e nervos a flor da pelo tomou conta da Vila Belmiro. O confronto ficou marcado por várias cenas inusitadas, com torcedores do Vasco proibidos de irem para Vila Belmiro ao serem pegos com granadas e munições, locutor da Vila provocando o Vasco e confusão em campo após provocação de Soteldo.

Atacante do Santos começou confusão generalizada

O Santos estava vencendo o jogo por 3 a 1, quando Soteldo subiu em cima da bola com os dois pés. Os jogadores do Vasco entenderam o lance como uma provocação, e o atacante vascaíno Sebástian Ferreira revidou a provocação do jogador com pontapé e empurrão, que consequentemente virou uma confusão generalizada entre os jogadores.

Após a partida, o treinador do Santos Marcelo Fernandes falou sobre a atitude do soteldo que gerou toda a confusão e consequentemente três desfalques para a próxima partida contra o Palmeiras:

“Não trabalhamos em querer fazer situação dessa, os jogadores estão bem focados no que deve ser feito. Temos caminho longo. Pedimos simplicidade no dia a dia. Soteldo é um baita jogador, se dedica ao extremo e tem essa irreverência. Já falamos que não era para ser feito, ele reconheceu e pediu desculpa. Num lance que não precisava acontecer, acabamos perdendo jogadores. Ele se desculpou com a gente e vida que segue. Fez baita partida, tem se dedicado muito, dia a dia maravilhoso. Já foi contornado e não vai acontecer mais”, disse o treinador.