Marcelinho Carioca fez gol inacreditável contra o Santos na Vila Belmiro

No dia 11 de fevereiro de 1996, Marcelinho Carioca fez história na Vila Belmiro, durante um clássico entre Santos e Corinthians. O jogo, válido pelo Campeonato Paulista terminou empatado em 2 a 2, e ficou marcado por um “Gol de Placa” de Marcelinho pelo Timão.

O Santos, treinado por Candinho, entrou em campo naquela partida com: Edinho; Marcos Adriano, Sandro, Jean e Marcos Paulo; Baiano (Ronaldo Marconato), Vágner, Robert (Kiko) e Kennedy (Arthur); Camanducaia e Macedo.

Já o Corinthians, comandado por Eduardo Amorim, foi a campo com: Ronaldo (Nei); Carlos Roberto, André Santos, Henrique e Silvinho; Bernardo, Júlio César, Marcelinho e Leônidas (Marcelinho Paulista); Mazinho Loyola (Tupãzinho) e Edmundo.

E o jogo começou com muita intensidade. Ainda no primeiro tempo, Henrique, do Corinthians, foi expulso após levar dois amarelos. Aos 39, Marcos Paulo acerto um belo chute que entrou no ângulo do goleiro Ronaldo, inaugurando o placar para o Peixe.

Mas o empate veio logo em seguida. Marcelinho cruzou na área e Edmundo completou para o gol. No entanto, pouco após o gol, o Animal agrediu Sandro e foi expulso, deixando o alvinegro da capital com dois jogadores a menos.

Mas o Santos não conseguiu se aproveitar da situação adversária, já que também teve dois jogadores expusos: Marcos Paulo e Jean. Até que aos 21 minutos, saiu o Gol de Placa de Marcelinho. Tupãzinho rolou para o “Pé de Anjo”, que deu um chapéu no zagueiro Ronaldo e chutou no canto do goleiro Edinho, filho de Pelé, sem deixar a bola cair.

O gol foi tão bonito que até Pelé, o grande inspirador do termo “Gol de Placa”, se rendeu e mandou fazer uma placa ao camisa 7 do Corinthians. O Santos ainda empatou aquela partida com gol de Sandro, que converteu pênalti sofrido por Vágner.

Porém, a partida não havia terminado e o Santos chegou ao empate aos 30 minutos. Vágner foi derrubado na área e o árbitro Flávio de Carvalho marcou pênalti. O zagueiro Sandro bateu com força, sem chances para Ronaldo. A partida terminou empatada em 2 a 2, mas o que todos lembram foi do gol de placa de Marcelinho Carioca.