Kléber Pereira, o goleador surpreendente

Kléber João Boas Pereira, mais conhecido como Kléber Pereira, nasceu no dia 13 de agosto de 1975 em Peri Mirim, no Maranhão. Um dos grandes goleadores do futebol brasileiro no século XXI, o atacante iniciou no futebol jogando no Cruzeiro-MA, tornando-se profissional apenas no Moto Club, em 1995.

Em 1997, Kléber teve uma breve passagem pelo Sion, da França. Na ânsia de ter mais chances na Europa, o jogador adulterou seus documentos para sair do Brasil três anos mais novo. A farsa foi descoberta em 1998, quando o atacante embarcava para Paris sob o nome falso de “Klebernilson”. O episódio marcou o jogador como “gato”.

No entanto, as coisas melhoraram para o atleta quando ele foi para seu primeiro grande clube, o Athletico Paranaense, em 1999. No Furacão, Kléber fez a festa. Foram 124 gols em 185 jogos com a camisa do clube do Paraná. Em 2003, saiu do Brasil para o futebol mexicano, onde teve passagens por times como Tigres, Veracruz, América e Necaxa.

Quatro anos depois, Kléber chegou na Vila Belmiro. Logo em seu primeiro ano no Santos, foi o artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro. Mas seu melhor ano com a equipe santista foi em 2008. Ele foi decisivo em diversos momentos naquele ano. Foi essencial para levar o Peixe para as quartas de final da Copa Libertadores e principalmente para garantir a permanência do clube na primeira divisão do Brasileirão, marcando 21 gols naquela edição.

Em 2009, continuou com o faro goleador. No entanto, apesar do excelente aproveitamento, Kléber nunca foi visto como uma grande unanimidade pela torcida alvinegra, muito por seus gols perdidos e sua “dispersão” dentro de campo. Por conta de seu salário alto, acabou deixando o clube no final daquele ano e se transferiu para o Internacional. Foram 87 gols em 155 jogos em sua passagem pelo Peixe.

Ele ainda teve uma breve passagem pelo Vitória antes de encerrar sua carreira no clube que o revelou, o Moto Club, em 2013.