Jogador do Santos compara futebol argentino ao brasileiro

O argentino Gabriel Carabajal chegou no Santos durante a última janela de transferências, e parece já estar adaptado no futebol brasileiro. Antes da partida do Peixe contra o Atlético Goianiense nesta quarta-feira (2), válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o meia deu uma entrevista para o site oficial do clube, e falou sobre o que esperar do confronto.

“Vai ser um jogo disputado. Eles (Atlético-GO) estão em uma situação complicada, mas nós também precisamos da vitória, pois um clube grande tem que ganhar sempre. Por isso acredito que será uma partida bem difícil, sim”, afirmou Carabajal.

Gabriel também comentou sobre a questão da adaptação: “Na minha opinião, o futebol brasileiro não é muito diferente do argentino, então a adaptação tem sido boa. A diferença maior é no quesito viagens, pois aqui as distâncias são bem maiores e acabamos viajando muitas vezes.”

“Na Argentina praticamente não tem viagem longa. Mas o futebol dentro de campo é muito parecido. Sei que somos 11 dentro de campo e não podem jogar todos. Mas aqui tem um elenco trabalhador e todos trabalham muito para estarem preparados quando a oportunidade aparecer, e foi o que aconteceu comigo”, finalizou o meia santista.

Carabajal “sumiu” no Santos depois de saída de Lisca

Gabriel Carabajal era um nome comum entre os titulares do Santos quando a equipe era comandada por Lisca. No entanto, após a demissão do treinador em setembro deste ano, o meia argentino não conseguiu conquistar espaço na equipe comandada pelo interino Orlando Ribeiro.

Carabajal chegou na Vila Belmiro na última janela de transferências, contratado do Argentinos Juniors. Com Lisca, se tornou rapidamente titular, mas desde a saída do antigo técnico, não conquistou um minuto sequer em campo. Orlando Ribeiro tem preferido as escalações dos meias Ed Carlos e Luan na posição.

Até o momento, o meia de 30 anos realizou cinco jogos pelo Peixe, atuando em cerca de 270 minutos das partidas. Ele voltou a ter uma oportunidade pela equipe apenas na última partida do alvinegro, contra o Flamengo pelo Brasileirão.