Ídolo do Santos não pensa duas vezes e faz cobrança ao torcedor

O ex-goleiro Fábio Costa, que teve duas passagens pelo Santos e três títulos conquistados em sua bagagem, não aliviou para a torcida do Peixe que, segundo ele, deveria apoiar o time em meio a esta má fase que o clube está vivendo.

“Me preocupa no sentido de que as pessoas não se envolvem com o clube, não cuidam do clube e, depois, querem fazer as cobranças. O torcedor santista tem obrigação de cuidar do patrimônio dele, que ele tanto ama”, disse o ex-jogador ao Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Na opinião de Fábio, o momento de cobrar jogadores, comissão técnica e diretoria não é agora. A torcida deve se unir para estar mais presente no cotidiano.

“Tem obrigação de estar mais presente no dia a dia do clube e de auxiliar neste momento de dificuldade. Ficar na arquibancada xingando e vaiando administrações, jogadores ou treinadores contratados para estar ali não acho que seja a melhor forma de resolver os problemas que o Santos tem”, complementou.

Má fase do Peixe e gestão Rueda

Nesta temporada, o Peixe foi eliminado na fase de grupos do Campeonato Paulista pelo terceiro ano consecutivo, terminando sua campanha em terceiro lugar no Grupo A com 14 pontos. 

Vale destacar que o Santos precisava apenas de um empate para conseguir a classificação ao mata-mata, mas perdeu a chance ao ser derrotado por 3 a 0 pelo Ituano, na última rodada.

Desde que Andres Rueda assumiu a presidência, o ciclo do Alvinegro da Vila Belmiro não mudou. Humilhações no estadual, flertes com o rebaixamento e eliminações precoces no restante das competições.

Além disso, nenhum treinador conseguiu se firmar no clube, dentre os vários que passaram pelo comando do clube, como Ariel Holan, Fernando Diniz, Fábio Carille, Orlando Ribeiro, etc.