Ídolo do Santos fez 60 anos e de presente ganhou até um emprego no interior paulista

Um dos grandes nomes do Santos no começo da década de 90, o ex-atacante Paulinho McLaren completou 60 anos na última quinta-feira (28). Ainda no meio do futebol, o antigo craque do Peixe foi anunciado como treinador de uma equipe do interior de São Paulo.

Contratado pelo Alvinegro Praiano junto ao Figueirense em 1989, o jogador chegou desacreditado ao clube. Porém, com um bom desempenho e ótimos números, caiu na graça do torcedor santista. Nas duas primeiras temporadas com Peixe, marcou 28 gols.

Seu grande momento com a camisa do clube foi em 1991, quando foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 15 gols. Naquele ano, McLaren balançou as redes em 23 oportunidades. Com mais 13 gols no primeiro semestre 1992, o jogador chamou a atenção do Porto, de Portugal, que o contratou para disputar a temporada do futebol europeu.

Paulinho McLaren terminou sua passagem pelo Peixe com 57 gols em 142 jogos. Apesar de não ter conquistado nenhum título pelo Alvinegro, sua passagem é lembrada com bastante carinho pelo torcedor santista.

Depois do Porto, o jogador ainda passou por diversos clubes como Internacional, Portuguesa, Fluminense e Atlético-MG. Em 1999, encerrou sua carreira, quando atuava pelo Santa Cruz.

Paulinho McLaren virou treinador

No último mês de agosto, o ex-jogador do Santos foi anunciado como o novo técnico do Sertãozinho para a disputa do Paulista da Série A3 de 2024. Anteriormente, McLaren havia trabalho em clubes como Bandeirante-SP, Rio Branco-SP, Francana, Taubaté, Barretos, Rio Claro, União São João e outros clubes do interior paulista.