FIFA ignora números, comete descaso com Pelé e revolta mundo do futebol. Entenda!

Na última sexta-feira (8), Neymar marcou dois gols na vitória sobre a Bolívia e se tornou o maior artilheiro da história da Seleção Brasileira, superando Pelé, segundo os cálculos da FIFA. Porém, a marca só foi possível porque a entidade máxima do futebol ignora alguns feitos importantes do Rei do Futebol.

Ao contrário da CBF, a FIFA não considera como oficiais os gols de Pelé em amistosos contra clubes e combinados, algo que era normal no século passado.

Nas contas da Confederação Brasileira de Futebol, o Rei possui 95 bolas na rede em 113 partidas. Já Neymar, marcou 79 gols em 125 partidas.

Em entrevista ao ge.globo, o historiador Napoleão de Almeida criticou a FIFA e destacou a importância que os amistosos tinham na época de Pelé.

“O que que você faz com os jogos de antes? Os amistosos contra as seleções estaduais nos anos 1960, 1970 e um pouco nos anos 1980 eram disputados em estádios lotadíssimos, com rendas altíssimas. O Brasil jogava com uniforme oficial, cobrando ingresso, trio de arbitragem. Como é que você não vai dar cunho oficial disso?”, disse.

Lista de gols de Pelé ignorados pela FIFA

Brasil 7 x 1 Malmö (08/05/1960) – 2 gols

Brasil 2 x 2 Internazionale (12/05/1960) – 2 gols

Brasil 5 x 3 Atlético de Madrid (21/06/1966) – 3 gols

Brasil 4 x 2 AIK Solna (04/07/1966) – 2 gols

Brasil 3 x 1 Malmö  (06/07/1966) – 2 gols

Brasil 4 x 0 Bahia (06/07/1969) – 1 gol

Brasil 6 x 1 seleção pernambucana (13/07/1969) – 1 gol

Brasil 1 x 2 Atlético Mineiro (03/09/1969) – 1 gol

Brasil 4 x 1 seleção amazonense (1970) – 1 gol

Brasil 3 x 0 combinado de Guadalajara (1970) – 1 gol

Brasil 5 x 2 combinado de León (1970) – 2 gols