Entenda porque o Santos vai se sentir em casa jogando contra o Ceilândia

Na noite desta quinta-feira (23), o Santo duela contra o Ceilândia no Estádio Serejão, também conhecido como Boca do Jacaré, às 20h, pela primeira rodada da Copa do Brasil de 2023. O duelo terá a transmissão do Amazon Prime Video.

E mesmo com mando de campo do adversário, só será permitida a torcida do Santo, visitante. A medida ocorreu depois de um encontro da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) com os representantes da Ceilândia.

Na reunião, foi apresentado um laudo emitido pela Polícia Militar, que permitia apenas uma torcida presente no local da partida.

Segundo a nota publicada nas redes sociais do Ceilândia, os adeptos do Peixe haviam comercializado 80% dos ingressos que foram colocados à venda, logo, a diretoria do clube de Brasília decidiu colocar toda a carga de bilhetes aos visitantes.

Este não foi o primeiro caso que antecedeu a partida. Antes, a partida seria realizada no estádio Abadião, casa da equipe do Distrito Federal. Entretanto, a detentora dos direitos de transmissão vetou que a bola rolasse no local. Diante disso, o duelo foi transferido para o Serejão.

Bolada para a casa e possibilidade de time misto no Peixe

O Peixe recebeu R$ 1,4 milhão para jogar na primeira fase, fora R$ 1,7 milhão caso avance.  Caso isso aconteça, enfrentará a equipe do Iguatu-CE ou América-RN. A tendência é que o Alvinegro priorize o torneio em algumas oportunidades, visto que terá a maior premiação de sua história, a qual o vencedor levará cerca de R$ 90 milhões para a casa.

O técnico Odair Hellmann admitiu que apesar dos problemas físicos, ele não pretende ir com qualquer time visto. Logo, a equipe irá com força total.

“Só não joga quem estiver machucado ou por estratégia de jogo. Se não, visualizamos a parte física e que estiver bem vai para o campo. Precisamos ganhar corpo, precisamos entrosar. Estreamos dois jogadores há dois jogos, Joaquim e Lucas Lima. Isso requer entrosamento”, disse Odair Hellmann.