Destaque do Grêmio mostra que diretoria do Santos deu bobeira

Cristaldo, meia-atacante argentino que atualmente defende as cores do Grêmio, está dando o que falar com suas boas atuações. Vale lembrar que o Santos ficou cerca de um ano negociando sua transferência, mas os gaúchos foram mais rápidos e resolveram o negócio em três dias.

Graças a sua agilidade, o Imortal está colhendo frutos. Na última quarta-feira, o Grêmio venceu o Campinense por 2 a 0, em duelo válido pela primeira fase da Copa do Brasil, com uma bela atuação do argentino.

O jogador abriu o placar no primeiro tempo da partida, e Ferreira marcou o segundo para carimbar a classificação gaúcha à segunda fase do torneio. 

Durante os primeiros 45 minutos, nenhum atleta em campo foi melhor do que Cristaldo. Ele buscou o jogo, distribuiu passes importantes e atuou ao lado da estrela uruguaia, Luis Suárez, saindo a primeira bola na rede.

No lance, o argentino tocou ao companheiro, que devolveu de calcanhar, sobrando para o camisa 19 estufar as redes com seu pé esquerdo.

Em sete partidas disputadas no Campeonato Gaúcho até aqui, Cristaldo marcou dois gols e distribuiu três assistências. Talvez seja um dos jogadores mais subestimados do futebol brasileiro, visto que está sendo muito pouco falado na mídia esportiva.

Segundo o Transfermarkt, site especializado no mercado da bola, o valor atual de Cristaldo gira em torno de 6 milhões de euros, ou seja, aproximadamente R$ 33,07 milhões na cotação atual.

Opções no meio

Visando reforçar o setor do meio-campo, o Peixe contratou dois nomes no começo desta temporada: Lucas Lima e Daniel Ruiz.

O primeiro é um velho conhecido da torcida, e aceitou um contrato de produtividade válido até o final do Paulistão, com metas individuais a serem batidas para garantir uma renovação automática de seu vínculo. É o líder de assistências do Santos, com três, mesmo chegando “atrasado” em relação ao resto do elenco.

Por outro lado, Daniel Ruiz é um jovem de apenas 21 anos, que é considerado uma joia da Colômbia. Atuava pelo Milionários, de seu país natal, e fechou com o Santos por um empréstimo de um ano, com opção de compra após o final do período. Atuou em apenas duas partidas, não marcando gols nem assistências.