A história da estreia de Pelé no Santos vai fazer você cair da cadeira

Você sabe como foi a estreia do Rei Pelé, no Santos?

A estreia não aconteceu na Vila Belmiro, ou sequer na Baixada Santista. Santo André, no ABC Paulista foi o palco que o Rei começou a demonstrar a sua majestade.

Quando aconteceu?

Em 7 de setembro de 1956, o Santos disputou um jogo no Estádio Américo Guazzelli, válido pelo Troféu Independência oferecido pela Prefeitura de Santo André. O convite foi feito ao Santos, o atual campeão paulista na época.

A equipe do Santos, sob o comando do técnico Lula, apresentou a seguinte escalação: Manga, Hélvio e Ivan (substituído por Cássio); Ramiro (Fioti), Urubatão e Zito (Feijó); Alfredinho (Dorval), Álvaro (Raimundinho), Del Vecchio (Pelé), Jair Rosa Pinto e Tite.

O Santos dominou completamente o jogo, marcando quatro gols na primeira etapa. Del Vecchio marcou o quinto gol no início da segunda metade do jogo. Posteriormente, Pelé, então um estreante, entrou em campo. Sua agilidade e habilidade chamaram a atenção, e aos 37 minutos do segundo tempo, ele marcou seu primeiro gol na carreira, após receber um passe de Tite. Esse jogo acabou com a vitória do Santos por 7 a 1 sobre o Corinthians Andreense.

Após essa partida, o Santos manteve uma invencibilidade em 13 jogos e acabou conquistando o bicampeonato paulista (1955-1956).

É interessante notar que na época, Pelé ainda não era amplamente conhecido, tanto que seu nome foi grafado erroneamente como “Telé” na escalação do time. Além disso, houve um erro nas estatísticas da partida, registrando um gol para um jogador que estava no banco de reservas e não participou do jogo, sendo corrigido nos vestiários por Del Vecchio.