A goleada do Santos contra o Bolívar na Libertadores

Na campanha do Santos na Libertadores de 2012, um ano depois do alvinegro praiano ter conquistado o título da competição, a equipe treinada por Muricy Ramalho ficou conhecida pelo seu ataque fulminante, liderado por Neymar e Ganso. E a maior demonstração da qualidade ofensiva do Peixe foi na partida contra o Bolívar, nas oitavas de final da competição.

O Santos terminou a primeira fase em alta, sendo o líder de um grupo que contava com times como The Strongest e Internacional. Por isso, chegou no mata-mata como o grande favorito contra o time boliviano. No entanto, na primeira partida, o Peixe teve um “choque”. Com muitas dificuldades por conta da altitude, o alvinegro foi derrotado por 2 a 1.

Só que no jogo da volta, na Vila Belmiro, o Santos fez questão de não só reverter o placar como também aplicar um verdadeiro massacre no time adversário. Logo nos minutos iniciais do primeiro tempo, o Peixe abriu o placar com Elano, aproveitando assistência de Neymar. Aos 21 minutos, o próprio Neymar ampliou o contador de pênalti.

Aos 27, Ganso marcou um golaço de letra. Dois minutos depois, foi a vez de Alan Kardec marcar o seu. Neymar completou o marcador no primeiro tempo ao anotar o quinto gol santista. Resultado e classificação garantida em 45 minutos. E se você achou que o Santos tiraria o pé no segundo tempo…

O time de Muricy entrou com a mesma intensidade e só aumentou o chocolate. Elano abriu o marcador na segunda etapa, Ganso marcou seu segundo no jogo em cobrança de falta e Borges, saindo do banco, anotou o último gol do confronto. 8 a 0, e 9 a 2 no agregado.